Programa RETER-TRINDADE

ICMBIO E PARCEIROS LANÇAM PROGRAMA DE CONSERVAÇÃO PARA A ILHA DA TRINDADE:
RETER-TRINDADE: Recuperação do Ecossistema TERrestre da ilha da Trindade visando evitar a extinção de espécies ameaçadas.

A ilha da Trindade abriga espécies e ambientes insulares únicos no mundo e, portanto, é considerada um hotspot de biodiversidade no sudoeste do Oceano Atlântico. Contudo, a ocupação humana desestabilizou o ecossistema terrestre da Ilha da Trindade, especialmente pela introdução de espécies exóticas invasoras. A vegetação sofreu um severo impacto negativo a partir da introdução de plantas, porcos e cabras, e do uso do fogo, os quais alteraram a paisagem e devastaram florestas e pteridófitas endêmicas. Com a destruição das árvores, aves marinhas ameaçadas como o atobádepésvermelhos (Sula sula), extinto localmente, e as endêmicas criticamente ameaçadas (CR) fragatadeTrindade (Fregata trinitatis) e fragatagrande (Fregata minor nicolli), que utilizavam a vegetação arbórea para nidificação, já não são vistas reproduzindo há décadas no local. As peculiaridades do ambiente insular, ao mesmo tempo que aumentam a biodiversidade através do isolamento geográfico, potencializam ameaças introduzidas repentinamente. Esse é o caso da catita ou Mus musculus, camundongo exótico com alto potencial invasor, que chegou à ilha da Trindade através dos porões de embarcações e, atualmente, ocorre com grande abundância na ilha, inclusive nas áreas reprodutivas da grazinadeTrindade (Pterodroma arminjoniana CR).

Aguardar a recuperação natural da Ilha não é ação efetiva de conservação para as espécies ameaçadas, visto que demanda muito tempo e as espécies endêmicas do arquipélago estão desaparecendo. Nesse contexto, o presente programa traz oportunidade única de recuperar condições naturais da ilha existentes previamente à colonização humana, através do fortalecimento e união de instituições envolvidas na conservação da ilha da Trindade, e do essencial apoio da Marinha do Brasil através do Programa PROTRINDADE. Além da contribuição efetiva para a restauração do ecossistema, o programa deixará um legado formal para a conservação da ilha da Trindade, gerando visibilidade em escala nacional para a biodiversidade existente na ilha oceânica mais afastada da costa brasileira, bem como trazendo subsídios para o zoneamento e gestão das Unidades de Conservação recém criadas.

O objetivo do programa RETER-Trindade é, portanto, restaurar condições naturais da ilha da Trindade contribuindo efetivamente para a recuperação de espécies endêmicas ameaçadas, bem como subsidiar o estabelecimento de Unidade de Conservação Federal de Proteção Integral (MONA) recém criada e sua gestão.

A equipe formada por pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande-FURG, do Museu Nacional do Rio de Janeiro-UFRJ, do ICMBio/CEMAVE, da Universidade Federal de Alagoas – UFAL, da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, da Centro Universitário de Brasília – UniCEUB; e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS estão empenhados em empregar todo o conhecimento atual disponível e metodologias que já desenvolveram nos últimos anos para recuperar o ecossistema terrestre da Ilha da Trindade, com ações voltadas ao restabelecimento das condições para recuperação do solo, da vegetação, e das colônias de aves marinhas.